Notícias

Massa de ar seco e frio mantém o tempo firme na região Sul

Nesta segunda-feira (25/10) a atuação de uma frente fria, posicionada no oceano, ajuda a manter o corredor de umidade orientado de Noroeste/Sudeste desde a região Norte até o oceano


Nesta segunda-feira (25/10) a atuação de uma frente fria, posicionada no oceano, ajuda a manter o corredor de umidade orientado de Noroeste/Sudeste desde a regiãoNorte até o oceano. As chuvas serão volumosas na região Norte, podendo superar a marca dos 50 mm no decorrer do dia, ao mesmo tempo as chuvas serão bem distribuídas ao na metade norte do Centro-Oeste, sul do Nordeste e metade norte do Sudeste. No entanto, a atuação de uma massa de ar seco e frio mantém o tempo firme na região Sul, com possibilidade do registro de geadas fracas e pontuais nos pontos mais altos.

 

Na terça-feira (26/10), as instabilidades continuam ativas no corredor de nebulosidade entre o sul da Região Norte, grande parte do Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Vale mencionar que há potencial para episódios de chuvas intensas em curtos períodos de tempo entre o sul de RR, maior parte do AM, sul do PA, oeste do TO, centro-norte de MG e grande parte de GO, do DF e oeste de MG. Pontualmente, poderão ocorrer episódios de tempo severo entre o norte de MS, sul de MT e oeste de SP. Esta configuração permanece na quarta-feira (27/10), mas com um leve deslocamento das instabilidades para o oeste, promovendo o retorno das chuvas para o PR, MS e SP. 

 

Saiba como fica o tempo em cada região: 

Região Norte
As instabilidades voltam a ganhar intensidade sobre a região, sobretudo  no sul e oeste do AM e AC, com possibilidade de volumes superiores aos 50 mm pontualmente. As chuvas volumosas avançam também sobre as demais áreas do estado do AM, RO e RR ao passo que sobre o PA a tendência é de que as chuvas fiquem mais esparsas e passageiras. Outro sistema meteorológico, típico de verão, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) começa a se aproximar pelo norte da região norte, o que marca o retorno das chuvas mais volumosas sobre o norte do AP. Já no TO, o corredor de umidade mantém as condições para chuvas sobre todo o estado. Com a maior presença das chuvas, as temperaturas poderão ficar abaixo da média do período, particularmente sobre o AM, AC, RR e RO com alguns pontos registrando máximas inferiores aos 30°C. 

Região Nordeste
De maneira geral, as instabilidades diminuem sobre o nordeste grande parte do nordeste, diminuindo também os volumes de chuva esperados para esta segunda-feira. Apesar disso, um corredor de umidade orientado da região norte em direção ao sudeste, promove as condições favoráveis para chuvas no sul do MA, sul do PI, e oeste e sul da BA. As chuvas podem ser na forma de temporais no sul da BA e sul do MA, especialmente no período da tarde. Os maiores acumulados poderão superar a marca do 20 mm, mas de maneira pontual. Sobre o nordeste do nordeste, as condições para chuvas são pequenas, porém devido aos ventos oceânicos algumas áreas do litoral entre SE e RN poderão registrar pancadas fracas e passageiras. 

Região Centro-Oeste
A influência de uma frente fria ajuda a canalizar um fluxo de umidade amazônica sobre a região centro-oeste. Deste modo nesta segunda feira há condiç?s para chuvas na metade norte da região, essas chuvas podem ser na forma de temporais localmente forte sobre o norte e leste do MT e sul GO, particularmente entre a tarde e noite. Os maiores volumes estão previstos para o norte do MT e parcela central do GO, podendo ultrapassar a marca dos 30 mm no decorrer do dia. Essas chuvas mais persistentes também provocam influência nas temperaturas, mantendo-as abaixo da média para o período. As máximas ficam abaixo dos 35°C no Pantanal  e próximas dos 30°C no entorno de Brasília. 

Região Sudeste
A atuação de uma frente fria mantém as condições para chuvas em praticamente toda a região sudeste. Apesar disso, a intensidade dessas chuvas será menor do que as registradas no dia anterior, mas ainda sim podendo provocar fortes temporais sobre MG. Os maiores volumes estão previstos para a grande região do Vale do Rio Doce e sul do estado, podendo se aproximar dos 30 mm pontualmente. Sobre RJ e ES as chuvas também estarão presentes, mas de maneira geral, com com perspectivas de baixos volumes e chuvas mais isoladas. No estado de SP, chove de forma expressiva apenas nas áreas de divisa com MG, ao passo que no sul do estado a condição será de tempo firme. Com a maior presença de nebulosidade, as temperaturas continuam amenas, especialmente na metade leste da região como um todo.

Região Sul
Uma grande área de alta pressão  - na retaguarda da última frente fria  - mantém o tempo firme nos três estados da região sul. Inclusive esta alta pressão está associada a uma massa de ar mais frio e seco o que poderá ocasionar um amanhecer com temperaturas frias, sobretudo nas áreas mais altas do norte do RS e serra de SC, com a possibilidade do registro de geadas fracas e pontuais. As temperaturas seguem em gradativa elevação e podem se aproximar dos 28°C na região da Campanha Gaúcha, oeste de SC e noroeste do PR.


Fonte: agrolink.com.br


Credito da fonte: cidadecancao fm


Notícias relacionadas

Brasil ganha cultivares inéditas de feijão

Brasil ganha cultivares inéditas de feijão

Estudo inédito avaliou feijão em Mato Grosso

Estudo inédito avaliou feijão em Mato Grosso

Produção brasileira de grãos pode chegar a 289,8 milhões de t, diz Conab

Zona de Convergência provoca chuvas nesta terça-feira; confira previsão

Zona de Convergência provoca chuvas nesta terça-feira; confira previsão

La Niña leva geada ao Sul em pleno novembro; invernada atinge 4 estados na semana que vem

Massa de ar seco e frio mantém o tempo firme na região Sul

Chuva irá se concentrar na divisa entre SP e MG durante a semana

Déficit de armazéns afeta 60% da produção agrícola no Brasil

1ª safra de feijão, avança, e já chegou a 76% no Paraná

EUA e União Europeia estudam criar leis que podem prejudicar agro brasileiro

Falta de insumos ameaça safra de grãos 21/22

Crise nos insumos: Saiba o que fazer

Crise nos insumos: Saiba o que fazer

Brasil vai plantar e colher mais feijão

PLANTA ALAGOAS: 50 MIL ALAGOANOS COMEMORAM O INÍCIO DA SAFRA

Semana começa com previsão de geada; veja onde

Embrapa deu início ao 13ºCongresso Nacional de Feijão