Notícias

Nesta quinta-feira (27), o mercado de feijão carioca voltou a operar com estabilidade nos preços.


 

Comentário do pregão desta quinta-feira, dia 27

 

As operações do pregão desta quinta-feira (27) ocorreram com apenas 8.350 sacas de feijão carioca.  A presença dos compradores foi satisfatória, contudo as tentativas de conseguirem melhores preços e prazos curtos acabaram não surtindo efeito, e portanto, as vendas foram bem abaixo do esperado.

 

É importante destacar que o feijão extra (9,5) vem sobrando desde o início da semana, uma vez que os corretores permanecem firmes no valor de R$ 175,00/sc, com acréscimo das despesas.

 

Assim sendo, os compradores se voltaram para as mercadorias de padrão mais próximo, se abastecendo do feijão com grão (9-9), ao preço final de R$ 165,00/sc, com pagamento à vista. As demais ofertas ficaram por resistência dos corretores que insistem na pedida de R$ 170,00/sc.    

 

A sobra que circulará no pós pregão é de aproximadamente 4.750 sacas,  quantidade suficiente para não ameaçar mercado em relação aos preços, já que estamos chegando ao final de mais uma semana. 

 

No geral, as vendas não foram favoráveis e o mercado voltou a estabilizar os preços. 

 

Feijão Preto

 

O mercado segue em calmaria e com poucos negócios realizados no pregão. Vale salientar, que o setor de compras sabe bem como se abastecer caso haja necessidade.

 

Um detalhe importante é que para este tipo de feijão existe a penetração de corretores de outras cidades, como o estado do Paraná por exemplo. Os preços encerraram em R$ 145,00 e R$ 155,00/sc,  dependendo do padrão. 

 

ROSE ALMEIDA

NEGÓCIOS & MERCADO


Notícias relacionadas

Cientistas decodificam feijão mais resistente do mundo

Onda de frio chega em áreas produtoras brasileiras

Mercado na zona cerealista, segue com vendas tímidas e setores cautelosos nas negociações

Feijão: área plantada em SC vem caindo

Falta de chuva prejudica 3ª safra de feijão da Bahia

Julho indica uma persistência maior da chuva no Paraná

Regiões com colheita de feijão crica em andamento

Safra foi afetada pelo clima No Paraná, a primeira safra de feijão 2018/19, ocupou uma área de 162.000 hectares e a produção foi de 247.000 toneladas. Já a segunda safra registrou uma área de 230.500 hectares e a produção inicialmente prevista era de

Bahia prevê crescimento de 15% na produção de algodão

Colheita do feijão segunda safra já ultrapassa 50%

Boas Perspectivas para a segunda safra. O Paraná cultivou na segunda safra de feijão 229.500 hectares e espera uma produção estimada em torno de 430.000 toneladas.

Preço do feijão cai em MT devido ao início da colheita e maior oferta do produto no mercado

colheita do feijão atinge 12%

Colheita do feijão no PR atinge 3% da área estimada

Tempo volta a ficar seco na Região Sul

Produção de grãos cresce 3,4% e chega a 235,3 milhões

Brasil terá uma nova Política Nacional de Irrigação

Pregão desta quarta (20) surpreende e não registra boas vendas. Mesmo assim, mercado segue firme

Pregão desta sexta (15) registra mercado recuado para os dois setores. Porém, vendas podem ocorrer ao longo do dia

O pós pregão de hoje, dia 08, não deu sustentação às vendas. A sobra mínima de 6 mil sacas do feijão carioca não atraiu os compradores, que diante da firmeza dos preços, optaram pela retirada do mercado.