Notícias

Com oferta de feijão carioca, se aproximando de 40 mil sacas, os preços voltaram a recuar no pregão desta segunda-feira.


Comentário do pregão desta segunda-feira, dia 13 Nas duas últimas semanas o mercado do feijão na zona cerealista de São Paulo vem buscando se equilibrar diante das oscilações relacionadas ao volume das mercadorias ofertadas.

Os preços seguem o ritmo das ofertas, que em alguns momentos são expressivas e em outros nem tanto. Após uma semana de mercado instável, o pregão desta segunda-feira (13) voltou a surpreender pela grande quantidade de feijão ofertado, com a disponibilidade de aproximadamente 37 a 40 mil sacas do carioca.

Os compradores compareceram em grande número, porém, diante do quadro volumoso de ofertas, adotaram a postura de buscar melhores negociações ao longo do pós pregão. Vale ressaltar que alguns compradores das cidades vizinhas foram mais ousados e já negociaram as primeiras 6 mil sacas do dia.

 Entre as ofertas de hoje, o estado de Santa Catarina esteve mais representado. Na seqüência estão Minas Gerais, Paraná e também o estado de São Paulo. É importante destacar que Santa Catarina está apenas no início da colheita, mas mesmo assim conseguiu impactar o mercado, sobretudo na adequação de preços.

 Nesse estado, as mercadorias têm pressa para chegar ao mercado, tendo em vista que o clima se torna uma ameaça real para a qualidade dos grãos. Devido à queda significativa nas cotações, os corretores seguem preocupados para escoar a grande quantidade do feijão presente até o momento. O risco de novos embarques também pode prejudicar ainda mais as cotações, e favorecer a pressão exercida pelos compradores. Desta forma o mercado encerra o pregão permeado de dúvidas quanto às variações de preços.

Ao longo do pós pregão teremos um posicionamento mais concreto do mercado.

Feijão Preto

Poucas ofertas em circulação, sendo que os melhores padrões apresentam uma elevação significativa nos preços. Nesta manhã, os corretores voltaram a falar no preço em R$ 170,00/sc.

 

Rose Almeida

Negócios & Mercado 


Notícias relacionadas

Municípios de SC afetados pela estiagem vão receber repasse

ALERTA DE TEMPORAIS NO RIO GRANDE DO SUL

Safra de feijão está praticamente plantada no Paraná

Nutrição de alta tecnologia minimiza estresse e garante alta produtividade no feijão

Produção brasileira de grãos deve chegar a 268,3m/t

Calor persiste no Sudeste nos próximos dias

Paraná deve produzir 24 milhões de toneladas na safra de Verão

Mais chuva no Sul

Com câmbio em alta, mercado de defensivos deve recuar 11% em 2020, diz Sindiveg

Área coberta com seguro rural já supera 10 milhões de hectares

Área coberta com seguro rural já supera 10 milhões de hectares

Conab lança nesta terça-feira ferramenta de acompanhamento do plantio e coleta de grãos

Conab lança nesta terça-feira ferramenta de acompanhamento do plantio e coleta de grãos

Epamig produz semente genética do feijão 'ouro vermelho' em Leopoldina

Pregão desta quarta (19) transcorre com poucas vendas, mas corretores continuam firmes e com preços em alta.

Pós pregão encerra mercado em calmaria e com perspectiva de surpresas para a próxima semana

O mercado segue paralisado e sem interesse por parte dos compradores em novas aquisições, tendo em vista que para este momento o abastecimento já foi realizado ao longo da semana.

Mercado de feijão carioca, abre em queda nesta quarta-feira, dia 05, na Zona Cerealista.

Pregão desta terça (04) registra calmaria nas vendas e compradores dando preferência ao feijão comercial

Pregão desta terça (04) registra calmaria nas vendas e compradores dando preferência ao feijão comercial