Notícias

Colheita do feijão segunda safra já ultrapassa 50%

A colheita está adiantada. De acordo com as previsões do Deral, essa colheita vai se estender até os primeiros dias de junho, pois, se não chover, deve se intensificar.


O feijão da segunda safra está 50% colhido e a estimativa é de uma área 8% maior à do ano passado, chegando a 230,6 mil hectares, é o que diz o último relatório do Deral - Departamento de Economia Rural do Paraná.

 

Cerca de 76% das lavouras apresentam boa qualidade. Na região Sudoeste, no entanto, a chuva dos últimos dias deve trazer perdas, mas não muito acentuadas.

 

A produção, inicialmente projetada em 430 mil toneladas, reduziu para 409 mil toneladas, mas houve aumento de 33% de aumento na produtividade esse ano, com relação ao ano passado.

 

A colheita está adiantada. De acordo com as previsões do Deral, essa colheita vai se estender até os primeiros dias de junho, pois, se não chover, deve se intensificar.

 

A estimativa de produção da segunda safra mostra um aumento de 47% em comparação com o ano anterior - de 278 mil toneladas para 408,7 mil toneladas. ?Esse aumento representa uma recuperação da produção após a quebra de 25% registrada na primeira safra por problemas climáticos, e consequente aumento nos preços. Agora, está acontecendo o inverso: com oferta maior, preços devem cair?, explica o economista do Deral, Methodio Groxko.

 

Cevada

 

O Paraná é o maior produtor de cevada do Brasil. Os dados do relatório mensal mostram que área segue semelhante à safra 17/18-56 mil hectares, mas a produção deve aumentar 16%, de acordo com o engenheiro agrônomo do Deral, Rogério Nogueira.

 

Na safra passada, foram produzidas 220 mil toneladas. Agora, a estimativa de produção é de 255 mil. Cerca de 31% da produção já está comercializada, especialmente no município de Guarapuava, principal produtor. Lá, os agricultores já comercializaram 50% da produção. O plantio começa em junho.



Fonte:  https://agroclima.climatempo.com.br/noticia/2019/05/31/colheita-do-feijao-segunda-safra-ja-ultrapassa-50--5236


Notícias relacionadas

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão

Em 10 anos, área plantada vai aumentar no BR

Cientistas decodificam feijão mais resistente do mundo

Onda de frio chega em áreas produtoras brasileiras

Mercado na zona cerealista, segue com vendas tímidas e setores cautelosos nas negociações

Feijão: área plantada em SC vem caindo

Falta de chuva prejudica 3ª safra de feijão da Bahia

Julho indica uma persistência maior da chuva no Paraná

Regiões com colheita de feijão crica em andamento

Safra foi afetada pelo clima No Paraná, a primeira safra de feijão 2018/19, ocupou uma área de 162.000 hectares e a produção foi de 247.000 toneladas. Já a segunda safra registrou uma área de 230.500 hectares e a produção inicialmente prevista era de

Bahia prevê crescimento de 15% na produção de algodão

Boas Perspectivas para a segunda safra. O Paraná cultivou na segunda safra de feijão 229.500 hectares e espera uma produção estimada em torno de 430.000 toneladas.

Preço do feijão cai em MT devido ao início da colheita e maior oferta do produto no mercado

colheita do feijão atinge 12%

Colheita do feijão no PR atinge 3% da área estimada

Tempo volta a ficar seco na Região Sul