Notícias

Pregão desta sexta (18) abre em calmaria, porém com tendência de reajuste nos valores das ofertas que ainda circulam

Neste dia 18, último pregão da semana, a calmaria se instalou de vez na zona cerealista de São Paulo. A ausência de ofertas e de compradores foi bastante acentuada e, consequentemente aqueles preços praticados até o dia de ontem passaram por uma leve alteração.


Pregão desta sexta (18) abre em calmaria, porém com  tendência  de  reajuste nos valores das ofertas  que  ainda circulam

 

Neste dia 18, último pregão da semana, a calmaria se instalou de vez na zona cerealista de São Paulo. A  ausência de ofertas e de compradores foi bastante acentuada e, consequentemente aqueles preços praticados até o dia de ontem passaram por uma leve alteração.

 

De forma mais detalhada tivemos o volume de apenas 4.640 sacas do feijão carioca, disponíveis à venda. Mesmo sem registro de negócios nessa madrugada, vale lembrar que sempre existe a possibilidade de vendas ao longo do dia. 

 

Os padrões que seguem como ofertas que variam entre (8-8) e (8,5) e (9), com preços sugeridos em R$ 205,00 e R$ 215,00/sc. De forma natural os valores foram reajustados, principalmente  em função das movimentações de  venda do dia anterior. 

 

As demais ofertas, sendo estas do feijão mais escuro, continuam disponíveis por meio da modalidade de embarque. Portanto, os compradores estão seguros quanto a isso.

 

Em resumo, temos uma sexta-feira resultante dos bons negócios realizados ao longo da semana, onde o mercado segue fluindo calmamente e sem pressa entre ambos os setores. As poucas ofertas que ainda circulam foram simplesmente ajustadas e seguem mantendo esta tendência ao longo do dia.


Rose Almeida

Negócios & mercado

Crédito da Imagem:  montanheza.com.br


Notícias relacionadas

SAFRA DAS ÁGUAS. INICIA O SEGUNDO PLANTIO

NOTÍCIAS DO CAMPO

Nova estimativa da safra de grãos aponta aumento de 1,9%

A calmaria do mercado deu uma pequena reviravolta e já mostra um setor de vendas mais flexível para negociar.

Produção de 246 milhões de toneladas garante o recorde da safra de grãos

Conab prevê novo recorde para safra brasileira de grãos

Começa a colheita de feijão carioca no Sudoeste Paulista

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão