Notícias

Paraná tem mais pancadas de chuva nesta sexta


 

Nuvens carregadas ainda passam sobre o Paraná nesta sexta-feira e provocam mais pancadas de chuva.

 

 

Áreas de instabilidade cresceram entre o Paraguai e o norte da Argentina e avançaram sobre o Sul do Brasil espalhando nuvens carregadas especialmente sobre Santa Catarina e sobre o Paraná.

 

Nesta sexta-feira, estas áreas de instabilidade ficam concentradas sobre o Paraná e provocam varias pancadas de chuva por todo o estado. Há risco de raios e pode chover várias vezes e algumas pancadas podem ser moderadas a fortes, mas não há expectativa de chuva generalizada. A região da Grande Curitiba também pode ter chuva moderada a forte e raios.

Instabilidade de cavado

As nuvens carregadas que passam sobre o Paraná estão associadas ao deslocamento de um cavado atmosférico. Um cavado é uma circulação de ventos no sentido horário que acontece em vários níveis da atmosfera. A presença desta circulação força a concentração de umidade e facilita a formação de grandes nuvens. Os cavados podem ocorrer em qualquer lugar, em qualquer dia do ano, mas não trazem o ar polar como as frentes frias.

 

Santa Catarina também tem chuva

As áreas de instabilidade deixam muitas nuvens sobre Santa Catarina nesta sexta-feira, mas nem todas as regiões do estado terão chuva. O tempo fica instável entre Florianópolis, o litoral norte catarinense e o vale do Itajaí. Nestas áreas, chove várias vezes e pode chover com moderada intensidade.

 

Rio Grande do Sul

A nebulosidade mais carregada não atinge o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira. Não há previsão de chuva e o tempo seco predomina no estado. O sol aparece forte quase o dia todo, mas algumas áreas podem ter nevoeiro no início da manhã.

 

Veja como fica chuva no Brasil até o dia 18 de maio

 

Fim de semana

As áreas de instabilidade se afastam completamente da Região Sul do Brasil a partir do sábado. A nebulosidade diminui e não há previsão de chuva. Mas uma nova frente fria começa a influenciar o Rio Grande do Sul já na segunda-feira.

 Fonte: www.climatempo.com.br


Notícias relacionadas

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão

Em 10 anos, área plantada vai aumentar no BR

Cientistas decodificam feijão mais resistente do mundo

Onda de frio chega em áreas produtoras brasileiras

Mercado na zona cerealista, segue com vendas tímidas e setores cautelosos nas negociações

Feijão: área plantada em SC vem caindo