Notícias

Intempéries do clima podem provocar perdas na safra do feijão carioca no sudoeste paulista

As regiões produtoras já começam a ficar em alerta com as mudanças climáticas, tendo em vista que os bons negócios a preços favoráveis que já começaram a movimentar o início da colheita poderão sofrer ameaças.


Intempéries do clima podem provocar perdas na safra do feijão carioca no sudoeste paulista

 

 

As regiões produtoras já começam a ficar em alerta com as mudanças climáticas, tendo em vista que os bons negócios a preços favoráveis que já começaram a movimentar o início da colheita poderão sofrer ameaças. 

A exemplo disso podemos citar que algumas lavouras se encontram em estágios sensíveis de desenvolvimento, a exemplo da dessecação e maturação. Portanto, períodos prolongados de chuvas podem ocasionar perdas e quebras. 

 

Nas próximas semanas prevalecerá o clima seco, com ocorrências mínimas de chuvas. Por outro lado, sabemos que as temperaturas neste período do ano são altas, e as chuvas chegam a ser uma necessidade, desde que não ultrapassem o índice adequado para o bom desenvolvimento dos grãos.

 

Com os trabalhos de campo paralisados, as regiões devem voltar a operar comercialmente na próxima semana, uma vez que os poucos lotes já colhidos devem permanecer na base do controle por parte do produtor, já que essa tem sido a estratégia mais viável para não correr riscos.

 

Safra Paranaense

 

As áreas plantadas avançaram em pelo menos 79%.  

 

De acordo com informações do Deral (Departamento de Economia Rural), a redução desta safra em relação à safra do ano de 2017, registrou uma queda de -14% até o momento presente.

 

Em se tratando das fases das plantas, observamos da seguinte forma: 15% germinando, 76% vegetativa e, apenas 1% no processo de frutificação. A novidade é que neste momento as condições das lavouras são consideradas boas. 

 

Clima

A situação no momento exige boas condições climáticas. E neste momento as chuvas ocorrem, porém de forma irregular, segundo informações do site de meteorologia: www.clima.tempo.combr

 

As primeiras colheitas estão previstas para o mês de Dezembro. Sendo assim, ainda haverá um bom período pela frente onde poderemos acompanhar junto aos profissionais da área, o desenvolvimento das lavouras, condições climáticas e a situação das plantas.

 

 

Rose Almeida

Negócios & Mercado

 

 


Notícias relacionadas

Epamig produz semente genética do feijão 'ouro vermelho' em Leopoldina

Pregão desta quarta (19) transcorre com poucas vendas, mas corretores continuam firmes e com preços em alta.

Pós pregão encerra mercado em calmaria e com perspectiva de surpresas para a próxima semana

O mercado segue paralisado e sem interesse por parte dos compradores em novas aquisições, tendo em vista que para este momento o abastecimento já foi realizado ao longo da semana.

Mercado de feijão carioca, abre em queda nesta quarta-feira, dia 05, na Zona Cerealista.

Pregão desta terça (04) registra calmaria nas vendas e compradores dando preferência ao feijão comercial

Pregão desta terça (04) registra calmaria nas vendas e compradores dando preferência ao feijão comercial

Neste momento as ofertas que circulam na zona cerealista são apenas para embarque, com exceção das mercadorias do feijão extra, que somam aproximadamente 3 mil sacas.

Ao longo do pós pregão de hoje, dia 26, observamos que os preços permaneceram firmes e os corretores em nada flexíveis no tocante às negociações. As vendas ocorreram, porém em pequena escala.

Durante o pós-pregão de hoje, dia 22, o mercado operou com boa movimentação de vendas pela modalidade de embarque. O maior volume comercializado foi do feijão carioca de padrão comercial (8,5).

Após dias de um longo feriado o pregão desta quarta-feira (21) abriu com preços em alta, ofertas reduzidas e com um mercado completamente recuado.

Primeira safra do Feijão carioca ? Minas Gerais e Goiás

Mercado abre semana com preços em alta e vendas tímidas, porém com tendência de melhorar a movimentação

Nem sempre a sexta-feira é sinônimo de término de vendas. E nessa perspectiva observamos que o pós pregão de hoje foi bem atípico.

Mercado abre semana com um bom fluxo de vendas e preços mantendo estabilidade

Pregão desta terça (30) abre com volume razoável de ofertas, porém vendas ainda seguem em calmaria

Pregão desta segunda (29) começa semana com boas vendas e mercado em movimento

O mercado de feijão carioca e preto, desta sexta-feira (26) praticamente não aconteceu, tendo em vista que a presença de compradores foi praticamente nenhuma e, portanto, não existiram negociações.

A colheita no sudoeste paulista já está em andamento há pelo menos três semanas. Além disso, os bons resultados em termos de qualidade dos grãos é algo que podemos destacar.

Mesmo com vendas retraídas, pregão desta quarta (24) mantém preços firmes