COTAÇÕES DE PREÇOS E ANÁLISE DE MERCADO

Feijão carioca - preços em r$ - saca 60 kg - últimos 5 dias


Pregão desta quinta-feira (04)

Mercado do feijão - zona cerealista 

 

Vendas ocorrem em pequena escala e preços permanecem estáveis

 

O pregão desta quinta-feira (04) operou com sobras de aproximadamente 10 mil sacas do feijão carioca. 

Os compradores marcaram presença tímida e consequentemente as vendas ficaram a desejar por parte do setor de vendas. 

Vale pontuar que mesmo mantendo os preços inalterados, ocorre o entendimento comum de que os valores aplicados devem ser de acordo com a apresentação de cada oferta. 

Além disso, aqueles compradores que já tiveram acesso às amostras deixam a entender que a contra proposta vai ser lançada só quando houver necessidade real.

Diante disso, pode ser que os corretores se manifestem na tentativa de emplacar novas vendas, mediante acordo no tocante aos padrões e valores.  

Padrões e preços

 

O feijão extra se resumiu às ofertas do padrão (8,5). Mesmo diante da calmaria, este feijão conseguiu venda hoje,  no valor de R$ 365,00/sc.  

Devido ao preço elevado, as ofertas com padrões superiores seguem apenas pela modalidade de embarque. Inclusive, alguns compradores relataram que ontem ocorreu venda ao preço de R$ 380,00/sc, com desembarque da mercadoria para o dia de hoje.

De modo geral a busca maior foi para os feijões comerciais, com classificações entre 7,5 e 8 - e  preços variando entre R$ 330,00 e R$ 345,00/sc.

Sobras

Com uma sobra que ainda alcança as 8 mil sacas, é bem provável que o setor de vendas busque formas de escoar o que ainda seja possível até o dia de amanhã. Porém, diante dos preços elevados nas lavouras, existe a probabilidade contrária de que o armazenamento dessas ofertas também possa se concretizar. 

 

Feijão Preto

 

Ainda ontem as vendas se apoiaram em preços entre R$ 280,00 e R$ 290,00/sc. Já nesta madrugada os preços aplicados foram de R$ 300,00 a R$ 310,00/sc - sendo estes para as amostras dos feijões extras argentino e nacional. 

Diante do cenário, fica a ideia de que qualquer variação nos preços será atribuída à qualidade de cada oferta. 

 

 

Rose Almeida

Negócios & mercado

""