Notícias

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

No fim do mês de outubro, o Sudoeste paulista, se prepara para o avanço nas colheitas.


Safra das Águas - Sudoeste Paulista

 

Barão de Antonina, Buri, Capão Bonito, Coronel Macedo, Guapiara, Itaberá, Itapeva,Itaporanga, Itapetininga, Itaí, Itararé, Nova Campina, Paranapanema, Ribeirão Grande, Riversul, Taquarituba, Taquarivaí.

 

Período de Plantio

 

Nessas áreas a orientação técnica recomenda que o trabalho de campo tenha início na segunda quinzena do mês de agosto/setembro, tendo em vista o período chuvoso que costuma favorecer todo o processo.  

 

Contudo, observamos que alguns municípios levaram em consideração as demais culturas, e sendo assim insistiram em dar início ao feijão no mês de Julho. Desta forma, o risco Se concretizou, uma vez que foram surpreendidos negativamente com o período típico de geada.

 

Por outro lado vale informar que as áreas prejudicadas são pequenas e, portanto, a safra das águas não será prejudicada em grande escala, além do replantio que também foi realizado em algumas áreas.

 

Outro detalhe importante de ser colocado é que na segunda quinzena do mês de agosto os trabalhos de campo avançaram bem. Na primeira quinzena do mês setembro todo o plantio foi concluído.

 

Dando sequência, é importante acrescentar que há mais de uma década os produtores do sudoeste paulista adotaram a plantação por irrigação, mesmo no período chuvoso.  As mudanças climáticas fortes, o tempo seco e a temperatura muito alta obrigaram o produtor a investir ainda mais na plantação do feijão.

 

De acordo com alguns engenheiros agrônomos dessas regiões, pelo menos 90% das áreas são por irrigação. 

 

Área plantada

 

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a área total estimada com plantio de feijão é de 17.308 hectares.

 

Sementes

 

Houve uma alternância no plantio com a distribuição dos tipos Dama e Campos Gerais. Vale lembrar que existem sementes escolhidas e a seleção de algumas áreas mais propícias para o plantio, principalmente observando o clima da região. 

 

Desenvolvimento da planta

 

Os estágios são variados, contudo observamos que pelo menos 20% está passando do trifólio, enquanto que 40% estão no período de floração, além dos 40% com o enchimento de grãos.  

 

Colheita

 

São poucas as colheitas no momento, e sendo assim não existem volumes expressivos. No entanto, observamos alguns negócios comercializados em pequena escala, uma vez que existe demanda a nível local, para consumir esses primeiros lotes.  

 

A movimentação esperada com os trabalhos de campo se refere à colheita, que transcorrerá entre final deste mês de outubro até o mês dezembro, com o encerramento do ciclo. 

 

Clima

 

Apesar da safra está debaixo de pivô, se faz necessária uma irrigação complementar, ainda mais quando falamos de administrar tempo versus irrigação, como medida de racionamento. 

 

Até o dia 17 deste mês de outubro as previsões do site meteorológico www.tempoagora.com.br,  apontam para chuvas não tão intensas.

Chances de chuva: 80-90%

Milímetros: entre 1 à 13

Temperatura: entre 23 °C  a  34 °C

 

Rose Almeida

Negócios & mercado

 

Rua Benjamim de Oliveira, 157 - 1º andar - Sala 2 - Brás - São Paulo/SP - 03006-020

Site:   www.negociosemercado.com.br - E-mail: negociosemercado@uol.com.br

Tel: (0XX11) 3326-5185


Notícias relacionadas

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão

Em 10 anos, área plantada vai aumentar no BR

Cientistas decodificam feijão mais resistente do mundo

Onda de frio chega em áreas produtoras brasileiras

Mercado na zona cerealista, segue com vendas tímidas e setores cautelosos nas negociações

Feijão: área plantada em SC vem caindo

Falta de chuva prejudica 3ª safra de feijão da Bahia