Notícias

Preço do feijão cai em MT devido ao início da colheita e maior oferta do produto no mercado

Consumidor chegou a pagar R$ 12 no kg do feijão carioca e agora o kg chega a custar R$ 5.



O preço do feijão teve queda devido ao início da colheita do grão, em Mato Grosso. No começo do ano, o consumidor chegou a pagar R$ 12 no kg do feijão carioca, o mais consumido na região, e agora chega a custar R$ 5.

No estado, os produtores de feijão da região Oeste estão em plena colheita. Segundo os agricultores, as lavouras estão bastante produtivas e os preços são animadores. Tem fazendas produzindo mais feijão que nas safras anteriores, como é o caso da propriedade em que Daniel Henrique de Oliveira gerencia.

"Saímos de 65 toneladas no ano anterior de safrinha para 1.800 neste ano. Houve aumento significativo. Este ano, quando fechamos os contratos, se apresentou um preço bom e o custo a gente já sabia, por isso optamos por fechar essa área de feijão", disse.

 

Apesar do otimismo de alguns produtores, a produção total de feijão em Mato Grosso deve cair cerca de 8% em relação ao ano passado. A principal queda será na produção do feijão de corda. No ano passado, o estado produziu 237 mil toneladas desse tipo de feijão e neste ano a previsão é de 153 mil toneladas, uma redução de 35%.

Isso ocorreu porque muitos produtores escolheram outros cultivos na segunda safra, como o milho, o algodão e o girassol.


Fonte:  GLOBO.COM/G1

Crédito da imagem:  GLOBO.COM/G1

 

 

  

 


Notícias relacionadas

Nova estimativa da safra de grãos aponta aumento de 1,9%

A calmaria do mercado deu uma pequena reviravolta e já mostra um setor de vendas mais flexível para negociar.

Produção de 246 milhões de toneladas garante o recorde da safra de grãos

Conab prevê novo recorde para safra brasileira de grãos

Começa a colheita de feijão carioca no Sudoeste Paulista

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão