Notícias

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Grupo Vittia apresenta pesquisas que atestam um positivo custo benefício no uso da linha Biomax de inoculantes no feijoeiro


Para o Grupo Viittia, sediado em São Joaquim da Barra (SP), o feijão, ingrediente obrigatório na mesa do brasileiro, vem se mostrando também um prato cheio para o segmento de inoculantes. A cultura, bastante presente em estados como Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Paraná, faz uso extensivo de adubação nitrogenada mas começa a abrir espaço também aos inoculantes para a fixação biológica do nitrogênio.

?Nosso grande desafio agora é ganhar a confiança do agricultor em relação às vantagens e custo benefício da aplicação do inoculante na cultura do feijão?, afirma Viviane C. Martins Bordignon, gerente desse segmento de produtos do Grupo Vittia. Embora a eficiência desse processo ainda não esteja no mesmo nível daquele alcançado com a soja, os resultados de pesquisas e, principalmente, da coinoculação nas últimas cinco safras de feijão são positivos e abrem boas perspectivas.

Com a aplicação do Biomax Feijão e do Biomax Azum (tecnologia da coinoculação - uso de duas ou mais bactérias), a produtividade superou os 3 mil kg/ha de feijão, número superior ao alcançado com adubação nitrogenada. Além de uma melhor lucratividade, apresenta também a vantagem da sustentabilidade ambiental reduzindo a emissão de gases do efeito estufa.

O Grupo Vittia já possui um conjunto de trabalhos de pesquisa e campos demonstrativos que comprovam a eficácia dos inoculantes Biomax na inoculação e coinoculação do feijoeiro, o que permite antecipar um representativo crescimento da companhia nesse mercado nos próximos anos. As vantagens são atrativas: alta concentração de bactérias, diferentes formulações, flexibilidade de uso, adequado fornecimento de nitrogênio, eficácia comprovada no campo, garantia de rentabilidade e balanço sustentável.


Fonte: Portal Agronegocios

Crédito de Imagem: portalagronegócios


Notícias relacionadas

Incidência forte de chuvas pode provocar escassez e oscilações significativas nos preços do feijão Carioca

SAFRA DAS ÁGUAS. INICIA O SEGUNDO PLANTIO

NOTÍCIAS DO CAMPO

Nova estimativa da safra de grãos aponta aumento de 1,9%

A calmaria do mercado deu uma pequena reviravolta e já mostra um setor de vendas mais flexível para negociar.

Produção de 246 milhões de toneladas garante o recorde da safra de grãos

Conab prevê novo recorde para safra brasileira de grãos

Começa a colheita de feijão carioca no Sudoeste Paulista

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019