Notícias

Feijão: área plantada em SC vem caindo

O Estado de Santa Catarina vem sofrendo com redução gradativa de área plantada de feijão nos últimos anos, especialmente pela competição com a soja e o milho.


Por serem concorrentes (todas de verão) o feijão perde quando se fala em estabilidade de preços. O Engenheiro Agrônomo e pesquisado da Epagri, João Alves, aponta que "o produtor tem que escolher: ou planta milho ou feijão, ou soja e feijão.  Muitos fazem a rotação mas o que a gente tem observado, em âmbito geral no Estado, é que a redução é crescente?, afirma.

O pesquisador ressalta que, quando se pega fatias regionais para análise, observa-se que na região de Xanxerê a área de feijão tem se mantido estável e até com crescimento da cultura. Em compensação as regiões de Joaçaba e Curitibanos a queda é acentuada. Em Chapecó o cenário também é de estabilidade.

Em Campos Novos o perfil é empresarial, grandes produtores , com grande produção e  totalmente mecanizada e o município tem força na produção de semente de soja, uma fonte muito rentável. ?Ali os produtores dão  prioridade para a soja em detrimento do feijão?, constata.

 Alves ressalta que mesmo em queda não há reflexos ao consumidor nem preços, uma vez que, a cultura é praticada em todo país, com três safras. Em Santa Catarina são apenas duas safras. Nacionalmente o feijão segue com produção estável, sem riscos de desabastecimento.  Para quem deseja plantar feijão, o pesquisador diz que, atualmente, o feijão está sendo visado para exportação. Só no ano passado foram para o mercado externo 126 milhões de toneladas do grão, sobretudo em Mato Grosso, para países da Europa e Ásia.


Fonte: Agrolink

Crédito da fonte:  Agrolink




Notícias relacionadas

Conab prevê novo recorde para safra brasileira de grãos

Começa a colheita de feijão carioca no Sudoeste Paulista

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão

Em 10 anos, área plantada vai aumentar no BR

Cientistas decodificam feijão mais resistente do mundo

Onda de frio chega em áreas produtoras brasileiras