Notícias

Boas Perspectivas para a segunda safra. O Paraná cultivou na segunda safra de feijão 229.500 hectares e espera uma produção estimada em torno de 430.000 toneladas.

O Paraná cultivou na segunda safra de feijão 229.500 hectares e espera uma produção estimada em torno de 430.000 toneladas.


Área e Produção

 O Paraná cultivou na segunda safra de feijão 229.500 hectares e espera uma produção estimada em torno de 430.000 toneladas. A princípio esses números significam um aumento de 8% na área e 55% na produção, comparativamente a segunda safra do ano passado.

 

Regiões produtoras e o plantio

A concentração de plantio, em nosso Estado, está basicamente nos Núcleos Regionais de Ponta Grossa com 31%; Pato Branco 21%; Guarapuava 13% e Francisco Beltrão com 12%. Nesta safra predomina o feijão de cor, diferente do primeiro plantio, ou das águas, quando a produção maior é de preto.

 

Fases, condições climáticas e colheita

 Atualmente, as fases predominantes da cultura são a frutificação com 40% e maturação 60%. Durante o mês de maio as condições climáticas estão favoráveis à cultura, favorecendo os trabalhos de colheita e resultando em excelente qualidade do produto. Estima-se que até a presente data, o Paraná tenha colhido aproximadamente 40% da área plantada e o restante deverá se concretizar até o final de maio.

 

Cotações em queda

 

Durante as duas últimas semanas os preços sofreram uma forte queda.

 A média dos preços recebidos pelos produtores no mês de abril foi de R$ 223,00 a saca de 60 kg para o feijão de cor e R$ 131,00 a saca de 60 kg para o preto. Já no início desta semana, esses valores foram reduzidos para R$ 132,00 a saca de 60 kg e R$ 118,00 saca de 60 kg, respectivamente, para o feijão de cor e preto


Fonte:  Deral (Departamento de Economia Rural) 

Crédito da imagem:  


Notícias relacionadas

Nova estimativa da safra de grãos aponta aumento de 1,9%

A calmaria do mercado deu uma pequena reviravolta e já mostra um setor de vendas mais flexível para negociar.

Produção de 246 milhões de toneladas garante o recorde da safra de grãos

Conab prevê novo recorde para safra brasileira de grãos

Começa a colheita de feijão carioca no Sudoeste Paulista

*SAFRA DAS ÁGUAS PARANÁ 2019/2020*

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais

Oeste da Bahia vai ganhar o 1° polo de irrigação do NE

Safra das Águas - Sudoeste Paulista

O mercado foi firme até o fechamento do pregão de hoje. Mas neste momento segue susceptível de variação de acordo com a lei da oferta/demanda.

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

O pós pregão de hoje, dia 09, não deu continuidade às vendas de forma satisfatória, pelo menos para o setor de vendas.

A semana encerra com ofertas reduzidas, preços estáveis e com poucas vendas realizadas, na zona cerealista

O último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicou que ocorrerá um significativo aumento das ofertas do feijão carioca e outros, a partir de setembro.

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Em julho, IBGE prevê alta de 5,8% na safra de 2019

Inoculantes trazem novas perspectivas para a cultura do feijão

Feijão: Produtores estão convictos com possível valorização

Brasil deve plantar mais soja e menos milho, arroz, feijão e algodão